Armazenamento de produtos

  • 1 de abril de 2015
  • dicas

ARMAZENAMENTO E MANUTENÇÃO DE ARTEFATOS DE BORRACHA

Rev. 01
(Baseado na norma DIN 7716 e ISO 2230)

GENERALIDADES

Sob condições de armazenamento desfavoráveis ou por manuseio inadequado, a maioria dos produtos de borracha sintética ou natural tem suas propriedades físicas alteradas. Isso pode levar a um encurtamento da vida útil do produto ou podem se torná-lo inutilizável, por exemplo, como resultado de endurecimento ou amolecimento, deformação permanente, descascamento, rachaduras ou outros danos na superfície. Por outro lado, produtos de borracha armazenados corretamente, geralmente mantêm suas propriedades inalteradas por alguns anos.

ARMAZENAMENTO

• Almoxarifado – O almoxarifado deve ser fresco, seco, livre de poeira e moderadamente ventilado. Não é permitido o armazenamento em ambiente externo.

• Temperatura – A temperatura de armazenamento deve estar entre 15°C e 25°C contrário poderá acarretar endurecimento ou encurtamento da vida útil.

• Calefação – Quando o local de armazenamento possuir calefação, os aquecedores e as tubulações devem ser revestidos. A distância entre as fontes de calor e o produto armazenado deve ser de pelo menos 1 metro.

• Umidade – O armazenamento em locais úmidos deve ser evitado sob risco de condensação. A umidade relativa de ar mais favorável encontra-se abaixo de 65%.

• Iluminação – Os produtos de borracha devem ser protegidos da luz, especialmente contra luz solar direta e luzes artificiais fortes, com uma alta intensidade de radiação ultravioleta. Todas as fontes de iluminação que emitem raios ultravioleta, como por exemplo lâmpadas fluorescentes instaladas abertas, são prejudiciais devido à formação de ozônio.

• Oxigênio e Ozônio – Os produtos de borracha devem ser protegidos contra alterações atmosféricas e correntes de ar. Quanto ao ozônio, devem ser tomadas providências para que o mesmo não seja produzido no local de armazenamento,

por exemplo como resultado do uso de motores elétricos ou equipamentos que possam produzir fagulhas ou outras descargas elétricas.

• Deformação – Deve-se tomar cuidado para que os produtos de borracha sejam armazenados livres de tensão, ou seja, sem tração, pressão ou outras deformações, já que as tensões favorecem as deformações permanentes, bem como a formação de fissuras.

• Contato com Líquidos – Solventes, combustíveis, lubrificantes, produtos químicos, ácidos, desinfetantes, etc não devem ser armazenados no mesmo local que os produtos de borracha.

• Contato com Metais – Determinados metais, em especial o cobre e o manganês prejudicam os produtos e, por esse motivo, os produtos de borracha não podem ser armazenados em contato com os mesmos e devem ser protegidos por uma embalagem ou por uma separação, por exemplo, através de uma camada de papel ou polietileno.

• Conservação – Quando se coloca talco em cima de produtos de borracha, este talco não deve ter conteúdos prejudiciais aos produtos de borracha. Os mais adequados são: o talco, a greda precipitada, o pó de mica de fina granulação e o amido de arroz. Deve-se evitar o contato entre produtos de borrachas com composições diferentes. Isso vale principalmente para produtos de borrachas com cores diferentes.
Os produtos de borracha devem permanecer o menor tempo possível em estoque. Com o armazenamento à longo prazo, deve-se tomar cuidado para que os produtos novos sejam armazenados em separado dos já existentes.

• Limpeza – Os produtos de borracha devem ser limpos, se necessário, utilizando-se água morna (não acima de 30ºC) e secagem em temperatura ambiente.

Para mais informações sobre aplicações, favor entrar em contato com nosso departamento técnico.